quarta-feira, 1 de março de 2017

OPÇÕES AMPLIADAS Ovos de Páscoa até 10% mais caros



Com o menor poder de compra das famílias, como efeito da retração econômica, empresas ampliam leque de produtos. ( Foto: Kid Junior )

O protagonismo dos ovos de chocolate na Páscoa acabou cedendo espaço a outros itens comemorativos neste ano. Reconhecendo o menor poder de compra da maior parte da população com os efeitos da retração econômica, as principais marcas fabricantes de ovos de Páscoa apostaram na diversificação de produtos presenteáveis temáticos para atender ao bolso de vários segmentos, com opções que partem de R$ 4,90.

A ampliação do leque de produtos temáticos foi uma alternativa ao repasse da inflação do período e outros custos, impactando o valor dos ovos e outros itens entre 6% e 10%, conforme declarado pela maior parte das fabricantes.

Lacta aposta em itens como Ovinhos Caça aos Ovos e Coelho de Chocolate para atrair o público. "Quem precifica é o varejo, mas estimamos que esses itens presenteáveis fiquem em torno de R$ 15. Já os ovos começam de R$ 25 até R$ 70, que são os maiores", aponta Ricardo Reis, gerente de Marketing de sazonais da empresa.

Já a Garoto lançou itens como o Ovo Baton recheado, nos sabores creme de morango e ao leite, que partem de R$ 5, cesta e lata com Ovinhos e uma Fazendinha. A linha de ovos da marca vai até R$ 49.

A Nestlé, por sua vez, embora também tenha apresentado opções a partir de R$ 19, também optou por não modificar o preço do ovo KitKat, por R$ 79. "No ano passado, o ovo KitKat veio com um headphone como brinde e a performance dele foi muito boa. Neste ano, ele vem com um speaker bluetooth", explica o gerente de Marketing da Nestlé, André Laporta.

Assim como as concorrentes, a Arcor também apresentou mais opções de ovos, com preços a partir de R$ 19 até R$ 40. Também apostou em novas licenças para o público infantil.

Chocolates finos

A Cacau Show também seguiu a estratégia de ampliar o portfólio, com opções que partem de R$ 4,90, referente a um pirulito de chocolate decorado, a mais de R$ 200, que corresponde a um ovo de chocolate de 2,8 quilogramas. Mas são os ovos recheados que continuam a ser o carro chefe da marca, partindo de R$ 49,90.

As duas marcas do grupo CRM, Kopenhagen e Chocolates Brasil Cacau, também lançaram opções de lembranças mais acessíveis, mas seguem investindo em produtos exclusivos. Na Kopenhagen, direcionada às classes A e B, os produtos partem de R$ 10, uma figura de chocolate, até ovos de R$ 400. A Brasil Cacau, que tem como público alvo consumidores de classes médias, apresenta ovos clássicos de 350g na média de R$ 39,90. E a Ferrero, além de ampliar as opções, foi uma das poucas que optou também por não aumentar os preços das linhas de bombons ou ovos da marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...