quarta-feira, 29 de março de 2017

Fiscalização é intensificada contra uso de vans irregulares



Na manhã de ontem, no Centro, dez notificações foram aplicadas a veículos com algum tipo de irregularidade



No sistema de transporte intermunicipal há o sistema metropolitano, que liga a Capital a 14 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza ( Foto: Thiago Gadelha )
00:00 · 29.03.2017 por Patrício Lima - Especial para Cidade

O número de pessoas que utilizam o transporte alternativo intermunicipal tem aumentado vertiginosamente na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e em todo Ceará. São trabalhadores, estudantes e cidadãos comuns, que necessitam do serviço para cumprirem seus compromisso diariamente. Apesar da intensificação da fiscalização das vans realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), não é difícil identificar veículos em condições precárias, documentação irregular e trafegando acima dos limites de velocidade permitidos.

No último dia 13 de março de 2017, por exemplo, foram registrados dois acidentes com vans intermunicipais. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 14 pessoas ficaram feridas. No sinistro ocorrido no município de Horizonte, a PRF informou que a van vinha a mais de 100km/h. O outro caso aconteceu na cidade de Pacajus, a apenas 12 km de distância do local do primeiro acidente.

O Detran realizou ontem uma operação na Rua Jayme Benévolo, Centro, para identificar veículos fora dos padrões estabelecidos, que acabam colocando a vida dos passageiros em risco. Uma das vans notificadas é da cooperativa Cotralp, que faz a linha Pacajus/Fortaleza.

O veículo estava com um dos vidros trincados e uma das janelas estava sem o vidro. Na mesma operação, vans com documentação atrasada e com pneus carecas também foram identificadas pelas autoridades.

Efetivo

"Apenas nesta operação, durante a manhã, notificamos dez veículos. São blitzes em locais estratégicos e de surpresa para termos um resultado mais efetivo. Todas essas ações são motivadas a fim de preservar o conforto e a vida dos usuários", destaca o agente de trânsito do Detran Sérgio Tavares.

Um dos motoristas notificados na operação, que preferiu não se identificar, admitiu que muitos dos ônibus estão com a documentação desatualizada e que enfrentam dificuldades diária por conta da violência (assaltos) e dos prazos estipulados pela empresa. "Nossa vida é muito estressante. Não temos o descanso necessário e temos que estar sempre preocupados em seguir o horário da rota, independente do trânsito e outros fatores. É normal também absorvermos uma demanda além do que podemos. Afinal, a empresa tem que lucrar", destaca o motorista, que revelou ainda trabalhar sem carteira assinada.

O presidente da cooperativa, Francisco Vitorino de Oliveira, admite que há problemas no serviço e cobra mais fiscalizações do Detran. "O Detran tem que ser mais ativo com as fiscalizações. Vários carros ilegais estão nas ruas e não podemos fazer nada. Só temos a concessão da cooperativa, mas a responsabilidade dos veículos são dos donos. Muitos tem pneu liso, motoristas usam celular dirigindo, ultrapassam velocidade de 80km/h e levam passageiros além do limite, que é de 20 sentados e 7 em pé, como manda a Lei", afirma o gestor da Cooperativa, que atende 60 vans nos municípios de Pacajus, Horizonte e Itaitinga.

A doméstica, Ruth Helena, moradora do município de Cascavel, afirma que rotineiramente tem problemas com a lotação das vans e alguns maus-tratos de motoristas. "Não todos, mas muitos motoristas nem esperam a gente subir no ônibus para seguir viagem. Eu tento entender por conta do horário limitado, mas é necessários eles entenderem que estão carregando vidas dentro do veículo", diz.

Já o estudante de Horizonte, Gabriel de Sousa, todos os dias faz a rota para Fortaleza, onde trabalha e estuda. Ele revela que não enfrenta tantos problemas no dia a dia, mas confessa que se incomoda com a falta de segurança e de conforto dos veículos.

Licitação

O transporte intermunicipal no estado do Ceará é gerenciado pelo Detran. Em 2009, houve licitação pública, em que o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria das Cidades e do Detran, contratou as empresas de ônibus, as quais fez a concessão do serviço, e as cooperativas de transportes complementares (vans), as quais tornaram-se permissionárias desse serviço.

De acordo com o Detran cada município é autônomo para regulamentar o transporte de passageiros nos limites do município, como ocorre com Fortaleza, que tem na Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) o órgão responsável pela circulação dos ônibus, vans, táxis e mototáxis e transporte escolar. Por isso, que nos limites de cada municípios, esses transportes são de responsabilidade das prefeituras. Mas quando o transporte de passageiros é feito entre os municípios, então a responsabilidade é do Governo do Estado, por intermédio da Secretaria das Cidades e do Detran. Só pode fazer transporte de passageiros intermunicipal nas rodovias estaduais as empresas licitadas e as cooperativas licitadas.

No sistema de transporte intermunicipal há o sistema metropolitano, que liga a capital a 14 municípios da região metropolitana de Fortaleza: Aquiraz, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Guaiuba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante.

Segurança

A fiscalização é diária. Muitas cooperativas são acusadas de invadirem os locais que não podem circular: e quando o Detran apreende um desses veículos de passageiros, os responsáveis reclamam e dizem que o órgão não fiscaliza as outras. Quase todos os acidentes registrados são provocados pela imprudência.

Sobre os assaltos, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, por meio de nota, que o combate a ações delituosas aos coletivos ocorre por meio de ações como a Operação Passageiro Seguro, deflagrada no último mês de fevereiro, por meio da qual os agentes de segurança pública abordam os ônibus, vans e táxis, com o intuito de proporcionar tranquilidade aos usuários do transporte público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aposentado já pode consultar 1ª parcela do 13º salário O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começou a liberar nesta sext...