quarta-feira, 29 de março de 2017

Crato e Lavras querem curso de Medicina Veterinária



O curso de Medicina Veterinária para o Crato ainda é uma incógnita, pelo menos do ponto de vista do estudo em animais de grande porte. O projeto foi aprovado pelo Conselho Superior da Universidade Federal do Cariri (UFCA), porém sua implantação dependerá de recursos financeiros - vindos de emendas parlamentares - para investir na construção de laboratórios e do hospital veterinário. A informação é do professor e vice-reitor da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Antonio Nelson Lima. Ele garantiu que já está certa para o Crato a parte do curso que estudará pequenos animais.
Por outro lado, os estudos em animais de maior porte deverão ser em outro município, com grandes possibilidades para Lavras da Mangabeira, já que o Governo do Estado cedeu o prédio onde funciona a Escola Agrícola, que já tem toda estrutura para abrigar animais de produção como bovinos, ovinos e equinos. Para a reitora da UFCA, Suely Salgueiro Chacon, o curso de Medicina Veterinária para o Cariri faz parte do projeto da instituição para instalar novos cursos na região: Farmácia em Barbalha e Licenciaturas em Brejo Santo. Ela destaca o de Medicina Veterinária pela proposta de formar profissionais que atendam a demanda nas áreas da saúde pública (Zoonoses, Endemias, Inspeção de Alimentos e Vigilância Sanitária), Indústria de Produtos de Origem Animal, além de Defesa Animal.
“Para trabalhar todos esses segmentos, o curso deverá ser dotado de um moderno centro de pesquisa e outros equipamentos necessários ao ensino de qualidade a que se propõe”, disse a reitora.
O coordenador do projeto, professor Raimundo Martins Filho, conta que está sendo realizada uma grande articulação política para que o curso seja implantado o mais breve possível na região do Cariri. O curso será o segundo no Ceará, sendo que o primeiro está implantado na Universidade Estadual do Ceará (Uece), em Fortaleza. “O ensino superior público do Cariri vai ser bastante fortalecido com a instalação desse curso. Daí, a nossa responsabilidade de tornar realidade esse projeto com a mais absoluta urgência”, disse o coordenador. Para o professor, a região caririense está carente de profissionais veterinários que tem atuação decisiva no âmbito da saúde pública, prevenção de doenças transmitidas de animais para seres humanos e no controle de enfermidades contraídas através de consumo de alimentos. “O município sede do curso deve possuir toda estrutura necessária e significativos apoios políticos e sociais, instituições como o Conselho Regional de Veterinária, Federação de Agricultura e de variados segmentos da sociedade civil organizada”, disse Raimundo Martins Filho.
O prefeito Zé Ailton Brasil está em busca desses amparos para que o Crato possa sediar cem por cento do curso. Ele destacou como referência a Expocrato, que é a IV maior exposição agropecuária do país e deverá servir como parâmetro de análise, além do município ter tradição em produção animal. Zé Ailton conta com o apoio do Rotary Clube do Crato, uma das primeiras instituições a aderir o movimento em prol da implantação do curso no município. (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família Aguiar Martins em Jantar de parabéns ao Deputado Agenor Ribeiro

No último final de semana, a família Aguiar Martins, participou de um almoço comemorativo, como Deputado Estadual, que representa o Cari...