quarta-feira, 22 de março de 2017

Técnica de manejo traz resultados promissores


Na localidade Lagoinha, a 27 quilômetros da sede de Caucaia, a Ematerce vem acompanhando uma das técnicas de manejo para agricultura de sequeiro já com resultados promissores. Na propriedade de Luiz Pinheiro de Souza, conhecido como Neblina, os resultados se fazem sentir no rápido crescimento da lavoura, tanto de milho, quanto a consorciada de milho e feijão.

Leia mais

.Milho e feijão ainda são da cultura irrigada

A cobertura morta é uma prática agrícola que consiste em cobrir a superfície do solo, preferencialmente, nas entre linhas, com uma camada de material orgânico, geralmente com palhas ou cascas, protegendo o solo de altas temperaturas, além de evitar as perdas excessivas de umidade do solo.

Também evita consideravelmente a população de ervas daninhas, que competem com a cultura implantada. Consequentemente, há uma diminuição dos custos com as limpas e aumento da produção das culturas.

Manejo correto

O agrônomo Djalma Campelo Dantas, do escritório da Ematerce daquele município, diz que esse tem sido um tipo de manejo que corrige boa parte da carência de nutrientes e materiais orgânicos no solo cearense."Se não bastasse a falta de chuvas, temos um terreno pobre. Portanto, todo material orgânico que é adicionado se torna muito bem-vindo", afirma o agrônomo.

Em Caucaia, a cobertura morta é realizada, principalmente, utilizando-se a bagana (palha da carnaúba cortada) nos plantios de milho. A partir do segundo ano de plantio, na mesma área, essa palhada pode ser incorporada ao solo por meio do preparo da lavoura com gradagem, onde irá funcionar como adubo orgânico, uma vez que a decomposição deste material é lenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios Matéria   14:12:00     Brasil O Ministério da Fazend...