terça-feira, 7 de março de 2017

FRONTEIRAS | Fábrica de cimento anuncia suspensão temporária no funcionamento deixando quase 500 pessoas desempregadas



Em conversa com o Piauí em Foco, a direção da fábrica confirmou a suspensão de mais de 450 funcionários ficando apenas cerca de 70 profissionais.

Sarah Maia


(Foto: Reprodução)

A Itapissuma S/A, emitiu na manhã desta segunda-feira (6) o comunicado oficial sobre a suspensão temporária de suas atividades na fábrica de cimento localizada na Fazenda Monte Alvão, município de Fronteiras.

De acordo com o comunicado, a suspensão “deve-se ao agravamento da crise econômica que assola o país e em especial o ramo da construção civil, onde está inserida a ITAPISSUMA S/A a qual teve uma redução nas suas vendas de cimento na ordem de 80% (oitenta por cento), o que inviabiliza momentaneamente o seu funcionamento.”

Os problemas econômicos pela qual a empresa tem passado é acompanhado pela população e impressa da região, com agravamento nas condições desde o último mês, quando colaboradores deflagraram greve em virtude dos atrasos nos salários em até três meses.
Funcionários da Fábrica de Cimento Itapissuma S/A deflagram greve em Fronteiras

Em conversa com o Piauí em Foco, a direção da fábrica confirmou a suspensão de mais de 450 funcionários ficando apenas cerca de 70 profissionais dos serviços de ‘rh’, administrativos e os vigilantes. Ainda segundo a direção não há data para retomar as atividades.

Além do desemprego gerado entre os fronteirenses, o município sofrerá sério impacto financeiro, deixando de arrecadar cerca de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) com o não funcionamento das atividades da fábrica.

A empresa convocou os colaboradores, em dois pontos (Fronteiras e PIO IX – PI), a comparecem ao Clube Nassau para receberem seu comunicado de Dispensa.

Confira o comunicado na íntegra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...