terça-feira, 10 de novembro de 2015

CARIRI TERÁ SEGUNDO MAIOR VOLUME DE INVESTIMENTOS PREVISTOS ORÇAMENTO DO ESTADO


Com investimentos na ordem de R$ 3,9 bilhões previstos no projeto do Plano Plurianual 2016-2019 e de R$ 695,4 milhões na proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2016, a macrorregião do Cariri terá a segunda maior previsão de investimentos entre as todas as macrorregiões do Estado. A informação foi repassada durante seminário que discute os projetos, realizado na manhã desta segunda-feira (09), no Centro de Eventos do Cariri, no Crato.
O encontro, promovido pela Assembleia Legislativa do Ceará, por meio da Comissão de Orçamento, Finanças e Tributação, também contou com a participação de representantes dos municípios da macrorregião centro-sul.
O presidente da Comissão, deputado Júlio César Filho (PTN), ressaltou, na abertura dos trabalhos, a importância dos investimentos para as duas regiões e afirmou que as comunidades têm dado um norte à Assembleia e ao Governo do Estado sobre as prioridades. “A sociedade é que conhece as demandas de sua região, e esses encontros têm nos ajudado a contribuir cada dia mais com o estado do Ceará”, frisou.
De acordo com dados da Comissão apresentados pela diretora adjunta operacional da AL, Sílvia Correia, a macrorregião do Cariri só perderá para a grande Fortaleza, visto que os investimentos para a capital cearense estão estimados em R$13,8 bilhões no PPA e R$ 2,058 bilhões na LOA. Já para a macrorregião centro-sul, estão fixados R$ 54,3 milhões para o próximo ano e R$1,1 bilhão no PPA.
Entre os investimentos para a macrorregião do Cariri está a construção do trecho I do Cinturão das Águas; a construção da adutora Campos Sales, Araripe e Salitre, além de investimentos em infraestrutura viária, saúde e construção de centros de educação infantil.
Do valor destinado para a região centro-sul, mais de R$ 13 milhões serão para obras e supervisão. A proposta também contempla projetos produtivos de irrigação, otimização e gestão de sistema de dessalinização; manutenção de rodovias; construção e recuperação de barragens; abastecimento de água em comunidades rurais, além de valores para saúde, educação e segurança.
O seminário contou com as participações dos deputados Agenor Neto (PMDB), Zé Ailton Brasil (PP), Dr. Santana (PT), Walter Cavalcante (PMDB) e Danniel Oliveira (PMDB), que falaram sobre as peças orçamentárias e reforçaram a importância de serem garantidos recursos para a saúde e ações de combate à seca.
Também prestigiaram o evento os prefeitos de Campos Sales, Moésio Loiola; de Assaré, Samuel Freire; de Tarrafas, Maria Girleuda; Altaneira, Joaquim Soares; Caririaçu, João Marcos; Santana do Cariri, Daniele de Abreu; Nova Olinda, Ronaldo Sampaio, e Barbalha, José Leite, além de vereadores da região, lideranças e população.
Para o prefeito de Campos Sales, Moésio Loiola, o orçamento ainda concentra muitos recursos para as “cidades-cabeças”. Segundo ele, o Cariri não pode ser encarado apenas como se fosse Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. “Se olharmos os demais municípios dessa região, iremos ver que a população é quase o dobro dos municípios-cabeça (Juazeiro, Crato e Barbalha). Os municípios abaixo de 30 mil habitantes têm recebido migalhas, que não dão para tocar projetos estruturantes, como esgotamento sanitário, água e muitas mazelas que se apresentam”, pontuou.
Fonte: Ceará agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...