segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Em Sessão tumultuada, Vereador Cilândio volta à Câmara de São Julião


A Câmara Municipal dos Vereadores de São Julião – PI realizou sua penúltima Sessão Ordinária na noite desta sexta-feira, 27. Na pauta da Sessão, a volta dos vereadores Edisaldo e Cilândio à Casa Legislativa.
A Câmara Municipal dos Vereadores de São Julião – PI realizou sua penúltima Sessão Ordinária na noite desta sexta-feira, 27. Na pauta da Sessão, a volta dos vereadores Edisaldo e Cilândio à Casa Legislativa.
Edisaldo (PC do B) que é suplente volta ao cargo novamente após o vereador De Assis (PSD) assumir interinamente por decisão da Justiça o executivo municipal. Cilândio por sua vez, volta à Casa Legislativa, após ser destituído do cargo interino de prefeito.
Durante a Sessão houve uma manifestação pró-Cilândio do lado de fora em frente à Câmara dos Vereadores. Os manifestantes criticavam a decisão da Casa Legislativa que culminou com a posse de De Assis e pedia de volta o cargo interino de prefeito ao vereador Cilândio.
Com gritos de guerra e muito barulho os manifestantes permaneceram até o final da Sessão. “Câmara da Vergonha”, dizia um dos cartazes segurados pelo ex-secretário de finanças e irmão do vereador Cilândio, Evandro Carvalho.
Apesar de alguns xingamentos a manifestação foi pacifica. Durante toda a Sessão o efetivo policial comandado pelo Cabo Xavier foi reforçado.
Do lado de dentro os vereadores Cilândio e Edisaldo voltaram aos trabalhos legislativos.
Em seu discurso, o vereador Cilândio criticou duramente os demais vereadores e disse que ele é que merecia continuar sendo o prefeito interino. “Uma vergonha” se referiu o vereador que neste momento era aclamado pelos manifestantes e chamado de “prefeito”.
Para o presidente interino Leureny Sobrinho a manifestação enquanto pacifica é bem vinda. O presidente destacou que foi a justiça que colocara ele de presidente e De Assis de prefeito interino e caso esta decida pela saída dos mesmos, esta será acatada.
O atual prefeito interino De Assis não esteve presente a Sessão e após ficar sabendo da manifestação disse que a mesma é valida e faz parte da democracia.
“Deve ser respeitada as manifestações, assim como deve também sere respeitada a decisão da justiça”, declarou.
A ultima Sessão Ordinária de 2015 do legislativo saojuliãoense será realizada dia 11 de dezembro.
Veja imagens:
DSC_0103DSC_0101DSC_0099DSC_0095DSC_0094DSC_0090DSC_0091DSC_0092DSC_0096DSC_0097

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...