quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Risco de colapso d'água até o fim do mês em 25 cidades

Risco de colapso d'água até o fim do mês em 25 cidades

Nos centros urbanos de dezenas de municípios do Interior, a crise hídrica vem se agravando. Em pelo menos 25 cidades há risco de colapso no sistema de abastecimento de água até o fim deste mês e outras 13 enfrentam quadro semelhante no decorrer do segundo semestre. A alternativa encontrada pelo governo tem sido a perfuração de poços profundos nas ruas dos bairros.

As paisagens urbanas das cidades do sertão estão se modificando. Em praças, nas ruas e calçadas poços profundos são perfurados em uma ação emergencial para socorrer os moradores com abastecimento de água. Outros poços passam por limpeza e são reativados. A água oriunda do subsolo é interligada aos sistemas de tratamento e distribuição da Cagece (Estado) ou do SAAE (autarquias municipais).

No decorrer dos próximos meses, as temperaturas mais elevadas voltam a atingir o sertão. A demanda por água aumenta.

A evaporação é mais intensa causando redução drástica no nível dos reservatórios, que já estão em situação crítica. "A crise atual no abastecimento de água de áreas urbanas na dimensão que enfrentamos é um fato novo, por isso estamos acelerando mais a perfuração de poços profundos", explicou o titular da Secretaria de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.

A perfuração de poços profundos é a alternativa atual, considerada mais viável. Na verdade, trata-se de uma ação emergencial e desesperadora, em busca de água nas fendas de rochas, pois mais de 80% do subsolo do sertão são de embasamento cristalino, que apresenta baixa vazão e água salgada. "Procuramos água nas fissuras e essa tem sido a salvação", disse Francisco Teixeira. "O índice de perda de poço (seco) é de 30%".

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios Matéria   14:12:00     Brasil O Ministério da Fazend...