sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Cidades ganharão novos aeroportos

Cidades ganharão novos aeroportos
   
Sobral ganhará um novo equipamento que será referência na região Norte do Estado ( FOTO: JESSYCA MARQUES )
A exemplo do que vai acontecer com Sobral e Quixadá, o município de Juazeiro do Norte também ganhará um novo aeroporto para servir à Região do Cariri ( FOTO: ELIZANGELA SANTOS )
Equipe técnica durante visita realizada ao aeroporto de Iguatu, que será reformado e ampliado, na manhã da última quarta-feira ( FOTO: HONÓRIO BARBOSA )

Ceará tem 14 aeroportos, sendo que cinco não estão em operação por falta de homologação

Iguatu. Mais uma etapa do Programa de Aviação Regional da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República foi realizada no Ceará com a inspeção de técnicos às cidades no Interior nesses últimos dois dias. Três aeroportos serão construídos em Canindé, Itapipoca e Sobral. Outros receberão obras de reforma, ampliação e adaptações: Aracati, Crateús, Iguatu, Juazeiro do Norte e Quixadá. A unidade de Jericoacoara (em Cruz) está em construção.
Implantado em 2012, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Aviação Civil Regional prevê investimentos de R$ 7,3 bilhões em obras de construção e reforma de 270 aeródromos no Brasil.
No Ceará, serão aplicados R$ 363 milhões em nove aeroportos. A ação governamental é baseada em três pilares: obras de infraestrutura (reforma, construção), gestão e subsídio visando à redução do preço de passagem e viabilização de voos regionais. O programa de incentivo à aviação regional apresenta cinco etapas. A primeira é o estudo de viabilidade técnica. Todos os municípios cearenses já passaram por essa fase. A segunda refere-se ao estudo preliminar que vai definir tamanho de pista e do terminal de passageiro. Atualmente sete municípios estão incluídos: Canindé, Crateús, Iguatu, Itapipoca, Jericoacoara, Juazeiro do Norte e Quixadá.
A terceira etapa inclui a obtenção de licença ambiental e a elaboração de anteprojeto. No Ceará, apenas Aracati está nessa fase. As demais são licitação (para escolha da empresa responsável pela construção) e, por último, a realização das obras. Essas duas últimas fases ainda não contemplaram nenhum dos aeródromos do Estado.
Reunião
Na manhã desta quarta-feira, técnicos da Secretaria de Aviação Civil, do Departamento Estadual de Rodovias (DER), do Banco do Brasil (financiador do projeto), prefeitos e representantes dos municípios contemplados com o programa estiveram reunidos na Secretaria de Infraestrurura (Seinfra) do Ceará, em Fortaleza, para apresentação do programa e esclarecimentos aos gestores acerca das etapas a serem vencidas.
Segundo o coordenador-geral do Departamento de Gestão do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa), Marcio Maffili, o Ceará está entre os estados do Nordeste mais adiantados no desenvolvimento das ações. "A reunião com os prefeitos marca o estreitamento das relações para resolver pendências existentes nos municípios, tais como: acessos, infraestrutura básica e desapropriações", frisou Maffili.
Dos nove aeroportos, oito são delegados ao governo do Estado, exceto o de Juazeiro do Norte. "A gente precisa conscientizar os prefeitos, que gerem o local, a preservar o entorno dos equipamentos e garantir a segurança da população", ressalta Maffili.
Desde quarta-feira à tarde que a equipe técnica cumpre uma programação de visitação aos aeroportos no Interior. A visita começou por Iguatu e Crateús. Ontem, foi em Aracati. Nesta sexta-feira (28), será encerrada pelos municípios de Sobral e Cruz, onde está sendo concluído o aeroporto de Jericoacoara.
O aeroporto de Iguatu foi construído na década de 1950 e o terminal de passageiro ainda é preservado, mas inadequado. Na década de 1990, a pista foi ampliada e recebeu balizamento noturno.
Agora, por meio do programa, serão investidos R$ 18 milhões em obras de construção de um terminal de passageiros com 682 metros quadrados, seção de combate a incêndios, implantação de um novo piso de concreto no pátio das aeronaves, estacionamento, recuo da cabeceira da pista em 90 metros e desapropriação de área para expansão futura.
"O projeto vai ser elaborado e acreditamos que em, dois anos, a obra estará concluída, em Iguatu", prevê Maffili. O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, mostrou entusiasmo com o programa. "Esse terminal de passageiro é inadequado, pequeno, construído há mais de 50 anos", disse. "A construção de um novo terminal e realização de obras de reforma e melhoramento pode viabilizar voos comerciais de aeronaves de até 70 passageiros para Fortaleza e outras capitais".
Novos aeroportos
Maffili explicou que o aeroporto atual de Sobral não permite obra de ampliação, daí a necessidade de construção de uma nova unidade. Canindé e Itapipoca também serão contemplados com a edificação de aeroportos.
Os gestores temem, entretanto, que as medidas de ajuste fiscal e a crise econômica enfrentada pelo Brasil atrasem as obras de reforma e construção dos aeroportos, previstas no PAC da Aviação Regional.
Homologação
De acordo com o DER, no total, o Estado do Ceará tem exatamente 14 aeroportos, sendo que cinco destes não estão em operação por falta da devida homologação: Russas, Limoeiro do Norte, Jericoacoara, Itapipoca e Canindé. Outros nove permanecem em funcionamento: Aracati, Camocim, Campos Sales, Crateús, Iguatu, Quixadá, São Benedito, Sobral e Tauá.
Mais informações:
Departamento de Rodovias Estaduais (DER)
Secretaria de Infraestrutura - Seinfra
Secretaria da Aviação Civil Regional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Juazeiro do Norte abre processo seletivo com 222 vagas           0 12:07  ·  21.08.2017 /  atualizado  às 12:07  · 21.0...