segunda-feira, 17 de agosto de 2015

COLUNA DO CARLOS... O QUE PENSO...

COLUNA DO CARLOS...
O QUE PENSO...
Olá a todos...hoje falo sobre o que sinto em relação a mim mesmo, um cara simples, sem formação acadêmica, que, por destino talvez, fui levado pela necessidade de trabalhar, a ser o que sou a 30 anos, um mero locutor de radio que tem um registro de DRT, obtido num curso feito em 1991 de duração de dois meses apenas, mas que tenho buscado ao longo desses anos, sempre ter a humildade de aprender diariamente para ser responsável o necessário quando uso um microfone e falo para milhares de pessoas que vêem no rádio um instrumento de informação importante para entenderem onde vivem e como se inserem na sociedade...não faço o que faço, por dinheiro...faço hoje como uma missão vida e todo dia reflito sobre isso e sofro por não poder, em determinados momentos levar às pessoas que me ouvem através deste instrumento tão importante, as discussões que são relevantes coletivamente, com as pessoas publicas envolvidas, da forma como desejaria...algumas pessoas me julgam pelo fato de, no radio eu buscar sempre colocar com responsabilidade e dentro do pouco conhecimento que tenho, sempre o lado correto das coisas e chegam a dizer que falo no radio uma coisa e pratico outra...gostaria de dizer que, assim como um professor, ou qualquer outro profissional, no desempenho de sua profissão, a obrigação é ser e fazer o certo, ser honesto e correto...na vida pessoal, cada pessoa age de acordo com a sua realidade que é singular para cada um de nós...o fato de eu beber, fumar, não me tira o direito e nem a sobriedade necessária de passar para as pessoas o conheço e tenho como obrigação passar aos ouvintes com a responsabilidade obrigatória do que é correto e que deve assim ser passado ao público...sou muito duro comigo mesmo todos os dias e às vezes me pego cobrando de mim, atitudes que tenho que tomar, custe-me o que custar, porque assim minha consciência me cobra...e ai é onde sou taxado de besta, sabichão, bossal, desagregador, e adjetivos outros, simplesmente porque tenho a certeza que, como profissional de comunicação, tenho que ter a obrigação básica, de saber e arcar com tudo que digo no ar, porque sei que naquele momento estou influenciando o pensar das pessoas sobre determinado assunto....é muito pesado este fardo...pena que muitos não entendam assim e usem um instrumento tão sério como o rádio, apenas como vaidade, status, ou, o que ainda é pior, como dono da verdade e de desrespeito ao ouvinte, quando falam o que desejam sem, a preocupação necessária do conhecimento sobre o que esta dizendo e como está dizendo...queria ser diferente,não me cobrar e não sofrer com a responsabilidade que tenho quando empunho um microfone,mas não consigo ser diferente...lamento que me julguem mal, alguns, mas Deus me fez assim por algum motivo, creio...sigo minha sina....amém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Juazeiro do Norte abre processo seletivo com 222 vagas           0 12:07  ·  21.08.2017 /  atualizado  às 12:07  · 21.0...