terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Tremor de terra em re

Tremor assusta teresinenses e faz pessoas deixarem prédios
Abalo foi sentido em várias regiões da capital nesta terça-feira (3). Corpo de Bombeiros chegou a registrar vários chamados durante a manhã.
03/01/2017 11h51 - Atualizado em 03/01/2017 12h46
Do G1 PI
Tremor que durou alguns segundos assustou teresinenses na manhã desta terça-feira (3) em várias áreas da cidade e fez com que vários prédios fossem evacuados. No Centro da capital, uma correria foi registrada.
Conforme o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo, foi registrado tremor de terra com epicentro entre as cidades de Belágua e Várzea Grande, no Maranhão com magnitude 4,6 graus na escala Ritcher às 9h43 (horário local) desta terça-feira (3).
O abalo sísmico foi sentido por pessoas em vários bairros da capital. O G1 entrou em contato com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e o órgão informou que, por enquanto, não recebeu nenhuma notificação de tremores de terra.

Clientes que estavam na agência da Caixa Econômica Federal, na Rua Areolino de Abreu, deixaram o banco correndo após sentirem o abalo. Fabrício Moura, funcionário do banco, contou ao G1 que estava no 3º andar quando o fato ocorreu.
Prédios foram evacuados após tremor  (Foto: João Cunha/G1)Prédios foram evacuados após tremor e pessoas se aglomeraram na rua (Foto: João Cunha/G1)
"Eu mesmo não senti, mas o pessoal que trabalha no 5º andar, último do prédio, relataram que as mesas e cadeiras tremeram, objetos chegaram a cair e por isso começamos a descer avisar nos demais andares para que o prédio fosse evacuado. Como foi uma situação inusitada, procuramos manter a calma para que todos conseguissem sair. A agência está fechada e só vamos retornar após uma vistoria do Corpo de Bombeiros, já que o prédio tem estrutura antiga", falou.
O servidor público Flávio Siqueira estava no prédio onde funciona a Defesa Civil do estado. Ele disse que todos os funcionários do prédio saíram correndo e que no tumulto, pessoas se machucaram.
Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo apontou um tremor de terra no MA (Foto: Reprodução)Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo apontou um tremor de terra no MA (Foto: Reprodução)
"Nós estávamos sentados, trabalhando, quando o prédio começou a balançar. Todo mundo gritou e correu para abandonar o prédio. Foi desesperador", falou. Ainda de acordo com o servidor público, o prédio foi evacuado. As pessoas que trabalham no local estão preocupadas e decidiram que não voltam até que alguma entidade se pronuncie explicando o que aconteceu. Ameaçam, inclusive, não trabalharem nesta quarta-feira (4).
Corpo de Bombeiros foi acionado após registro de tremor (Foto: João Cunha/G1)Corpo de Bombeiros foi acionado após registro
de tremor (Foto: João Cunha/G1)
O mesmo ocorreu no prédio do Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (IAPEP), quando todos os servidores também deixaram o local.
Na Secretaria de Administração, os servidores foram liberados. O secretário Franzé Silva disse que a decisão sobre liberar os servidores caberá a cada secretário.

O Corpo de Bombeiros chegou a registrar vários chamados durante a manhã e encaminhou equipes para três pontos da cidade: Centro, Santa Maria da Codipi, Zona Norte e Morada do Sol, Zona Leste.

“Por enquanto, ainda não temos como avaliar o que houve e nem emitir alguma opinião. Diante dos chamados, as equipes foram enviadas, mas não tem nenhum indício ainda de acidentes. O atendimento é mais por causa da preocupação da população”, falou o major Egídio Leite.
O fenômeno foi o assunto da manhã nas redes sociais. Vários foram os relatos de pessoas que sentiram a terra tremer.
Governo envia nota
Em nota, o governo do estado informou que o governador Wellington Dias acionou o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e fez contato com a Secretaria Nacional de Defesa Civil. A intenção é garantir a segurança da população e identificar o mais rápido possível as causas do abalo. Alguns prédios na cidade foram evacuados e não há registros de feridos ou vítimas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLUNA DO CARLOS...O QUE PENSO... 16.10.17

COLUNA DO CARLOS... O QUE PENSO... É comum eu ser abordado, nas conversas com amigos, talvez pelo fato de eu estar no rádio e trabalh...