terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Se Eunício ganhar eleição, PMDB comandará Senado por 12 anos seguidos


De 2007 até agora, ocuparam a presidência do Senado os peemedebistas: (da esq. para dir.) Garibaldi Alves Filho (RN); José Sarney (AP), que liderou a Casa por dois mandatos (2009-2013); e Renan Calheiros (AL), também duas vezes presidente (2013-2017)
Apoiado por partidos do governo e até da oposição, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) é o favorito para ocupar o cargo de presidente do Senado Federal na eleição que vai acontecer nesta quarta-feira (1º). Com a provável vitória dele, que disputa o pleito com o senador José Medeiros (PSD-MT), o PMDB completará 12 anos seguidos à frente da Casa. O presidente que será eleito nesta quarta-feira ficará no cargo até o início de 2019.

O último senador que não era do partido a ocupar o posto foi Tião Viana (PT-AC). Ainda assim, ele substituiu por apenas alguns meses um outro peemedebista: Renan Calheiros (PMDB-AL).

É que, até outubro de 2007, Tião era o 1º vice-presidente do Senado, mas precisou assumiu a presidência interinamente quando Renan se licenciou do cargo. Na época, o peemedebista alagoano era alvo de três processos por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética. Em dezembro daquele ano, Renan renunciou definitivamente em uma estratégia para evitar a cassação do mandato.

Uol Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tarifa de água e esgoto terá aumento médio de 12,9% no Ceará Matéria   18:46:00     Ceará A tarifa dos serviços de água e esgoto...