segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Estudo aponta risco de água dos açudes do Ceará esgotar este ano


Matéria 10:09:00 Ceará


Situação de açudes é preocupante.FOTO:José Avelino Neto
Documento elaborado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) aponta que o Ceará corre "acentuado risco" de a água armazenada em represas e açudes esgotar entre novembro deste ano e janeiro de 2018. A mesma previsão cita os estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Conforme a Previsão Climática Sazonal, a seca na Região Nordeste deve se agravar no próximo trimestre e a tendência é de prolongamento da estiagem, que já dura cinco anos.

O estudo é do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e foi elaborado pelo Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS).

De acordo com o documento, a previsão considerou em um cenário em que as chuvas ocorram entre a média histórica até 30% abaixo da média histórica, a situação hídrica na maioria dos reservatórios de abastecimento de água da região Nordeste não atingirá "recuperação significativa" no decorrer do trimestre fevereiro, março e abril de 2017.
Outro cenário projetado no documento é um "impacto severo nas condições para agricultura e pecuária" durante o período chuvoso principal, com predominância de áreas de seca severa no interior da região semiárida, principalmente no sul do Ceará, leste do Piauí, oeste de Pernambuco e centronorte da Bahia.

Condições climáticas
A pesquisa reforça a preocupação com o quadro hídrico da região Nordeste e aponta, conforme os indicadores, que a previsão é que as precipitações ocorram abaixo da média histórica. De acordo com o estudo, com relação ao norte da região, a maioria dos indicadores climáticos globais e dos modelos "continua apontando maior probabilidade de as chuvas se situarem na categoria abaixo da faixa normal climatológica, com distribuição de probabilidade: 25%, 35% e 40% para as categorias acima, dentro e abaixo da faixa normal climatológica, respectivamente".

O estudo tem ainda a participação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). (G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara Municipal do Crato vai homenagear radialistas em sessão solene

Nesta quinta-feira, dia 23, a Câmara Municipal vai homenagear radialistas da região em sessão solene a ser realizada no Crato Tênis Clube, ...