terça-feira, 24 de janeiro de 2017

CONEXÃO REGIONAL LEMBRANÇAS EM FORMA DE POESIA

Na minha infância vivida
Tudo era bem diferente,
Respeitando os mais velhos
Tratando ele como gente
Brincar de bola de gude
Roda com vara na estrada
Não se importava com grude
Brincava de vale tudo
Era linda essa jornada.

Isso ficou para trás
Respeito não existe
O velho serve de estorvo
Não se corre mais no saco
Nem com colher com o ovo
Não se brinca mas de roda
Nem de passar o anel
Esperar secar a linha
Pra usar o carritel.

A brincadeira de roda
Isso aí virou passado
Correr no meio da chuva
Escorregar na calçada
Atolar no meio da lama
Escutando trovoada
E um carretão pequeno
Com você mesmo fazendo
Com latas de goiabada.

( Epitácio Rocha)
 23/01/2016

EXTRAÍDO DO GRUPO DE FACE:
Nordestina com Orgulho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Juazeiro diz fazer levantamento para realizar concurso público Após ação pública movida pelo Ministério Público e acat...