quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

INVESTIMENTO Italianos querem usina de dessalinização no CE


Responsáveis pela construção de uma indústria do tipo em Dubai, investidores virão ao Estado


00:00 · 19.01.2017
No terceiro dia da missão internacional, o governador do Ceará, Camilo Santana cumpriu agenda em Dubai, onde visitou a maior usina de dessalinização de água do mundo construída pelos italianos da Fisia Italimpianti

O terceiro compromisso da missão comercial liderada pelo governador Camilo Santana no Oriente Médio tratou de alternativas para o abastecimento de água no Estado e despertou o interesse de investidores no projeto visado pelo chefe do Executivo cearense. Ao visitar a maior usina de dessalinização do mundo, em Dubai (Emirados Árabes), o governador esteve com os construtores da planta, os italianos da Fisia Italimpianti, que demonstraram interesse em investir no Ceará.

"O gerente regional da empresa italiana, Ângelo Rivino, afirmou à comitiva cearense que a Fisia Italimpianti tem interesse em investir no Ceará não apenas no planejamento e na construção de uma planta (de dessalinização), mas também em sua operação", informa nota do governo estadual.

Ainda de acordo com o texto divulgado pelo governo na tarde de ontem (18), "os representantes da companhia devem visitar o estado nos próximos meses para conhecer possíveis locais para a instalação da planta de dessalinização".

Os possíveis locais onde a usina de dessalinização poderá ser construída, no entanto, não foram revelados pelo governo cearense. No entanto, desde que Camilo trouxe o assunto de retirar água do mar como alternativa para o abastecimento de água, principalmente para as indústrias, a região onde aponta-se maior viabilidade é a do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp).

A explicação está na localização, pois as fábricas de maior porte e também de maior necessidade de fornecimento de água bruta, como a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e as térmicas, estão instaladas no Cipp.

"A dessalinização é uma das alternativas que temos buscado para amenizar o problema da seca, além de todas as ações que realizamos nos últimos anos em todo o Estado", citou o governador Camilo Santana, que estava acompanhado do assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann.

Retorno ao Estado

Nas redes sociais, o governador informou que a comitiva já prepara-se para voltar ao Ceará, após cumprir agenda de negócios desde o início da semana. Com o objetivo de atrair investidores a projetos pertinentes ao governo estadual, Camilo já esteve em Omã, na Ásia, também no Irã, no Oriente Médio.

Na primeira cidade, a missão comercial cearense apresentou todo o potencial do mais bem-sucedido projeto de infraestrutura do Estado nas últimas décadas: o Porto do Pecém. Também fez parte da apresentação dos cearenses a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Ceará - única em todo o Brasil a operar em plenas condições.

Além disso, o recente plano de concessões de ativos do Estado foi levado à apreciação dos investidores asiáticos, na busca por um interessado para quando o edital for publicado.

Já no segundo destino internacional, a missão comercial buscou parceiros para o maior sonho econômico do Estado nas últimas décadas: a captação de investidores estrangeiros para viabilizar a construção e operação de uma refinaria de petróleo em terras cearenses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios Matéria   14:12:00     Brasil O Ministério da Fazend...