sábado, 7 de janeiro de 2017

SEGURANÇA PÚBLICA Combate a roubos será meta de novo secretário


O delegado federal falou também de questões específicas da gestão da Pasta, como o efetivo das Corporações
   
00:00 · 07.01.2017
Image-0-Artigo-2185746-1
O secretário da Segurança, André Costa, disse que vai ter diálogo com os subordinados e que estará disponível para ouvir o que eles têm a dizer. O delegado federal disse que vai atacar a "veia financeira" do crime organizado ( FOTO: LUCAS MOURA )
As ações do Programa 'Em Defesa da Vida', que foram postas em prática nos últimos anos terão continuidade, segundo afirmou o novo secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, durante sua primeira entrevista coletiva, concedida da sede do órgão que irá comandar. O delegado federal, empossado ontem, disse que a redução no número de homicídios permanece como uma das metas da Pasta, porém haverá um foco para os Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), como o roubo.
Segundo Costa, são os CVPs que acentuam a sensação de insegurança e fazem com que as pessoas tenham medo de sair de casa. O novo secretário revelou que o combate a esses crimes será feito com análises estatísticas e reuniões diárias com os comandantes das Corporações, para que as ações sejam direcionadas para áreas mais problemáticas. André Costa lembrou que os roubos, por exemplo, são dinâmicos e que este é um dos fatores que exigem que os acompanhamentos sejam assíduos.
FacçõesO delegado federal confirmou a existência de facções criminosas no Ceará, mas disse que elas não têm domínio de nenhum território no Estado. "As facções estão concentradas dentro dos presídios, os integrantes estão presos, mas claro existe essa questão do comando de dentro para fora. Alguns crimes são comandados por eles. Vejo alguns posicionamentos dizendo que eles estão tomando conta do Estado, de algumas regiões. Eu desafio: se alguém disser que existe aqui algum lugar que a Segurança Pública não alcança, me mostre qual é que a gente vai lá".
André Costa disse que as ações contra o crime organizado serão intensificadas e voltadas para enfraquecer a estrutura financeira das facções. "Muitas pessoas são presas, só que o crime não gira em torno somente do criminoso. Ele consegue alguém fora para fazer o que ele quer. O que precisamos atacar é a veia financeira do crime. Já passei por vários Estados e sei, o crime organizado é movimentado financeiramente pelo tráfico. O lucro auferido com essa atividade é que acaba fomentando a continuidade dela", afirmou.
EfetivoSobre demandas específicas da gestão da Pasta, como o efetivo das Corporações, Costa disse que buscará "soluções para que os recursos humanos sejam otimizados". Segundo ele, o governador Camilo Santana lhe deu "carta branca para mexer com as peças que forem necessárias". "Alguns ajustes podem ser feitos com calma, com paciência. Estou chegando agora, conhecendo as pessoas. O mais importante agora é reconhecer os recursos humanos que temos".
André Costa disse que vai ter diálogo com os agentes das Forças de Segurança e que estará disponível para ouvir o que eles têm a dizer. "O primeiro passo é conhecer bem a estrutura interna. Ter esse contato direto com o policial que vai para a rua, com bombeiros, peritos. Conhecer as demandas e expectativas que a tropa tem com o secretário.
A respeito do problema dos presos em delegacias, o secretário disse que conversará com as Instituições que possam ajudar a solucionar a questão. "Lugar de preso não é em Delegacia. A Delegacia é para ser um lugar de passagem. Vamos tentar trabalhar com a nova secretária de Justiça, com a Vara de Execuções Penais e, claro, vamos ouvir a categoria dos policiais civis que é quem tá vivenciando a problemática". André Costa se descreveu como uma pessoa que gosta de ajudar às outras e disse que nunca foi "delegado de gabinete". "A ideia é que o policial que quiser contato com o secretário vai ter, mas não aqui (na SSPDS), nas ruas, nas delegacias e batalhões".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara de Vereadores Homenageia Radio Cidade AM de Campos Sales pelo seu aniversario

COMUNICADO CONEXÃO: estivemos na sessão desta sexta-feira feira, 18 de agosto, da Câmara de vereadores. Fomos falar sobre os 32 anos da rádi...