quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Reforma da Expocrato prevista para este ano






Reforma do parque de exposições está prevista

para este ano. FOTO: André Costa

Arquitetos do Departamento de Engenharia e Arquitetura do Governo do Estado estão desenhando um projeto arquitetônico de reforma para a Expocrato. O conjunto de modificações contemplará a parte interna e a externa do Parque Pedro Felício Cavalcante, priorizando a acessibilidade. A ideia é redimensionar espaços com transformações radicais dentro de um plano de embelezamento, dando nova visibilidade fisionômica, aproveitando a geografia de toda a área de 33 hectares, valorizando os espaços centrais de forma bidirecional.

A reforma vai recuperar pavilhões, refazer as partes elétricas e sanitárias e o abastecimento d’água. O objetivo é dar satisfatórias condições aos expositores e visitantes em um ambiente de negócios. Serão construídos um Centro de Artesanato, Escritório Cultural do Cariri, nova estrutura na parte baixa para a realização de shows artísticos, local para a realização de feiras agrícolas, laboratórios, dormitórios, alojamentos, pavimentação e arborização de ruas dedicadas a pratica de caminhadas, áreas para estacionamentos e outros melhoramentos. Na parte externa, vão ser construídas avenidas iluminadas, que ligarão o parque a outras vias de acesso a entrada e saída da cidade, com toda a segurança para o trânsito de pedestres e veículos.

O prefeito José Ailton Brasil foi quem passou as informações, depois do encontro que teve com o governador Camilo Santana, que prometeu começar as obras no próximo mês de agosto. A intenção é fazer a 67ª edição da Expocrato, em 2018, já com toda a área reformada. O projeto custará aos cofres estaduais quase R$ 100 milhões, valor considerado muito alto pelo governador do Estado, que pediu nova avaliação. O prefeito José Ailton Brasil disse que, com a reforma, o Parque de Exposições do Crato terá condições de sediar grandes, médios e pequenos eventos o ano inteiro, com atividades diversas.

No próximo mês de fevereiro, o projeto estará pronto e será apresentado à sociedade cratense, instituições, órgãos públicos e privados, e demais segmentos interessados no tema. Para o vice-presidente do grupo gestor, Francisco Leitão Moura, nos últimos anos, o fator acessibilidade tem sido um dos principais entraves para quem chega ou sai da cidade no período do evento, devido o imenso tumulto por causa das escassas vias acessivas ao parque. As novas ruas e avenidas contidas no projeto de reconstrução deverão ser estrategicamente estudadas. “Acredito que antes de ser definitivamente concluído, o projeto de reforma da Expocrato deverá ser submetido a uma consulta publica”, disse Leitão.

Para o engenheiro civil Ananias Bezerra Rodrigues, a reforma da Expocrato prometida pelo governador Camilo Santana está atrasada e já deveria ter sido feita desde a época em que se pensou retirar o parque para fora da cidade, desejo do então governador Cid Gomes. À época, a ideia causou polêmica e dividiu a opinião dos cratenses. O governador Camilo Santana disse que a reforma da Expocrato está na pauta das prioridades de seu governo em relação ao Crato. Mesmo se tratando de um alto investimento, sua gestão fará os esforços necessários para que a obra seja feita dentro dos planos previstos. Trata-se de um projeto audacioso que vai exigir parcerias e a compreensão de todos. (Jornal do Cariri)

Um comentário:

  1. A expocrato é uma das maiores festas do nordeste e atrai milhões de reais todos os anos, por isso é necessário cada vez mais investir no bem estar dos seus visitantes!

    ResponderExcluir

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...