sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Delegado da PF vai para SSPDS e Socorro França para a Sejus

SEGURANÇA E SISTEMA PENITENCIÁRIO

Delegado da PF vai para SSPDS e Socorro França para a Sejus

O delegado federal André Costa foi anunciado hoje. Socorro França deixará a CGD para comandar a Sejus

00:00 · 06.01.2017
sda
A ex-procuradora geral de Justiça, Socorro França, estava na Controladoria de Disciplina (CGD) e irá para a Secretaria de Justiça. O delegado da Polícia Federal (PF) André Santos Costa, cearense de 38 anos, tem 17 anos de experiência policial
Nove dias após anunciar a saída de Delci Teixeira da titularidade da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o governador Camilo Santana encerrou a espera e divulgou, em seu perfil da rede social Facebook, na tarde de ontem, que o novo secretário é o delegado da Polícia Federal (PF) André Santos Costa, cearense de 38 anos de idade, que vinha atuando no Estado de Alagoas. Hoje, o chefe do Executivo estadual vai anunciar também uma nova mudança no seu secretariado. Socorro França, ex-procuradora Geral de Justiça do Estado, será confirmada como secretária de Justiça e Cidadania (Sejus), substituindo ao advogado Hélio Leitão. A informação foi antecipada, com exclusividade, pelo Blog do Edison Silva.
O novo secretário da Segurança tem 17 anos de experiência na carreira policial e "tem a missão de melhorar ainda mais o trabalho que vem sendo realizado nessa área nos últimos dois anos", conforme a publicação no Facebook do governador. O delegado federal André Costa está na PF desde 2002, já respondeu por delegacias que combatem o tráfico de drogas, o crime organizado e o crime patrimonial e foi superintendente adjunto da Instituição em Alagoas e Tocantins.
Socorro França está no Governo do Estado desde quando se aposentou do Ministério Público Estadual, atuando nas áreas sociais e depois na Controladoria e Disciplina dos órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD). Ainda não há informação se Hélio Leitão continuará participando do Governo Camilo Santana.
O Sistema Penitenciário do Estado enfrenta problemas que se agravaram com a maior crise na história dos presídios cearenses, em maio do ano passado. Na ocasião, a greve de agentes terminou em uma sequência de rebeliões e com 14 detentos mortos, alguns carbonizados e com partes do corpo decepadas.
Além disso, a crescente atuação de facções criminosas dentro das unidades tem trazido seguidos transtornos. Na última terça-feira (3), a Sejus transferiu centenas de presos de unidades para evitar conflitos. A medida ocorreu depois do massacre em presídios do Amazonas, que resultou em 56 mortes, numa disputa entre integrantes da Família do Norte (FDN) e o Primeiro Comando da Capital (PCC).
As duas mudanças atingem áreas que estão diretamente ligadas. Muitos crimes graves descobertos pela Polícia estão sendo orquestrados de dentro dos presídios estaduais.
Instagram
No Ceará, o delegado federal André Costa foi escrivão da Polícia Civil e agente de trânsito da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Em seu perfil no Instagram, ele exaltou as funções que ocupou no seu Estado natal e postou fotografia com os instrumentos de trabalho daquela época, a carteira funcional de policial civil e o apito, respectivamente.
Apesar de atuar como agente de trânsito com apenas 18 anos de idade, André Costa é graduado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC)e especialista em Ciências Criminais pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Além de delegado federal, André Costa trabalhava, em Alagoas, como coach e professor para concursos da Polícia.
Na postagem da rede social, ele agradeceu a oportunidade oferecida pelo Estado e disse ter conhecimento do seu desafio: "Mais uma missão da qual tenho ciência da grande expectativa da sociedade cearense e também da responsabilidade da função. Conto com o apoio do Governo do Estado, dos integrantes da Segurança Pública, da sociedade, das Instituições parceiras nas esferas federal, estadual e municipal e da imprensa", afirmou.
O governador Camilo Santana listou alguns desafios que André terá à frente da SSPDS: "2015 e 2016 foram de importante queda nesses números (de homicídios), quando realizamos grandes investimentos em pessoal e equipamentos, mas o desafio agora, além de manter essa meta, é combater intensamente os crimes de assaltos e furtos, que criam uma sensação de insegurança na população, além do incessante combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado", afirmou.
O Governo vem reafirmando, a cada oportunidade, o desejo de diminuir os Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), ou roubos. De janeiro a novembro de 2016, o índice aumentou 19,85% em comparação a igual período de 2015, no Ceará. Os dados de dezembro ainda não foram divulgados pela SSPDS.
Antecessor
Na despedida, Delci explicou que pediu a exoneração do cargo após ser aposentado pela PF e condecorado com a Medalha General Assis Bezerra pelos serviços prestados à Segurança Pública do Ceará. "Foi uma honra ter trabalhado aqui no Ceará. Agradeço ao governador Camilo Santana por ter me distinguido com esse convite. Nunca disse que traria soluções mágicas para a Segurança Pública. Mas se há algo que eu bato no peito e digo que fiz foi reunir uma equipe de profissionais, e esses sim deram a resposta esperada", afirmou.
dsa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Realizada em Campos Sales e Salitre, IV SEMANA DA MATEMÁTICA DA URCA

De 12 a 14 de dezembro, a unidade da URCA de Campos Sales, realizou a IV SEMANA DA MATEMÁTICA DA URCA, com o tema: A MATEMÁTIC...