terça-feira, 4 de abril de 2017

QUADRA INVERNOSA Precipitações atingem 91 municípios cearenses


Clique para ampliar

Iguatu. As chuvas continuam intensas neste início de abril, o terceiro da quadra invernosa. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou entre as 7 horas deste domingo (2), e 7 horas desta segunda-feira (3), chuvas em 91 municípios cearenses. As três maiores ocorreram em Orós (93mm), Mombaça (92mm) e Cedro (81mm).

De acordo com a Funceme, há possibilidade de chuva nesta terça-feira no Centro-Norte e no Sul do Ceará ao longo do dia. Para amanhã, tempo com nebulosidade variável e eventos de chuva em todas as regiões do Estado. A proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), intensa massa de nuvens e principal sistema indutor de precipitações durante a quadra invernosa está próxima.

Alternância

O meteorologista da Funceme, David Ferran, disse que a tendência é de permanecer o quadro de chuvas localizadas e variáveis. "Há essa alternância, com menos e mais precipitações. "A Zona de Convergência é o principal sistema que traz chuva para o Ceará, nesta época do ano, e oscila entre aproximação e afastamento do Estado".

O Sul do Ceará, em março, ficou com 22% abaixo da média para o período, mas a área Centro-Norte ficou um pouco acima da média, observando o Litoral e Ibiapaba. "No geral, tivemos um quadro na média", observou David Ferran. Neste ano, há menor pluviometria no Cariri, nos Inhamuns e no Centro-Sul cearense.

Os dois maiores açudes do Estado, o Castanhão, que acumula 5,8% e o Orós, que tem volume em torno de 10,3%, têm sua área de captação no Sul do Ceará e nos Inhamuns, por meio dos rios Jaguaribe e Salgado. Nestas regiões, as chuvas estão abaixo da média histórica e, portanto, desfavorecem melhoria significativa do nível dos reservatórios.

De acordo com o Portal Hidrológico da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), ontem, ocorreu aporte de 23,9 milhões de metros cúbicos em 84 açudes.

Os maiores destaques foram para o Acarape do Meio, Angicos, Aracoiaba, Araras, Ayres de Souza, Banabuiú, Castanhão, Caxitoré, Cedro, Edson Queiroz, General Sampaio, Orós, Jaburu I, Pedras Brancas e Pentecoste, além de Nova Floresta, que deixou a condição de seco.

Dobro

Em média, os 153 açudes monitorados pela Cogerh acumulam 11%, quase o dobro do início da atual quadra invernosa, em 1º de fevereiro, quando o nível geral dos reservatórios era de 6%. Há 43 açudes em volume morto e 18 permanecem secos. Há sete açudes sangrando: Acaraú Mirim, Caldeirões, Cauhipe, Itaúna, Maranguapinho, São Pedro Timbaúba e Valério.

Na madrugada dessa segunda-feira, houve boas chuvas em municípios da região Centro-Sul. Os agricultores comemoraram. A terra permanece úmida e a lavoura de sequeiro desenvolve-se no campo. O plantio de milho e de feijão está crescendo na maioria dos municípios: Orós, Cedro, Icó e Iguatu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Papa pede clero unido no Brasil diante de “escandalosa corrupção” “Tenho certeza de que o Brasil superará sua crise e confio que vocês a...