sexta-feira, 21 de abril de 2017

OAB pede que Camilo restabeleça “a ordem e a Lei” na Capital após onda de violência

Estado não deve “se curvar diante da barbárie e do caos”




 query_builder 
AOrdem dos Advogados do Brasil (OAB) na Região Metropolitana de Fortaleza divulgou, nesta quinta-feira (20), uma nota em repúdio à “onda de violência e terror que varreu as ruas da Grande Fortaleza”. No documento, a entidade pede que o governador Camilo Santana (PT) “restabeleça imediatamente a ordem e Lei”.
Confira na íntegra:
Nota Pública
A Ordem dos Advogados do Brasil, subseção da Região Metropolitana de Fortaleza, vem a público repudiar, de forma veemente, a onda de violência e terror que varreu as ruas da Grande Fortaleza nos últimos dois dias. Desde a última quarta (19), dezenas de ônibus foram atacados e incendiados, inclusive, na pacata cidade de Horizonte. Em Maracanaú, uma delegacia de polícia e uma agência bancária foram metralhadas no distrito de Pajuçara. Cidadãos ficaram feridos, estudantes ficaram sem aulas e trabalhadores simplesmente não tinham como voltar para casa. O transtorno e o medo invadiram o cotidiano dos cidadãos de bem.
É imperativo que o Poder Público, através do Governo do Estado do Ceará e das forças de segurança, restabeleça imediatamente a ordem e a Lei. Os responsáveis devem ser identificados e exemplarmente punidos, a fim de que este episódio não se torne mais um capítulo na lamentável novela que vem se tornando a violência em nosso Estado, sobretudo na Região Metropolitana de Fortaleza. A selvageria destes atos ganhou as manchetes da imprensa internacional e nos envergonha diante do mundo civilizado. A sociedade não pode se render aos ditames do crime organizado, nem o Estado deve se curvar diante da barbárie e do caos.
RAPHAEL PESSOA MOTA
Presidente OAB/RMF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Juazeiro do Norte abre processo seletivo com 222 vagas           0 12:07  ·  21.08.2017 /  atualizado  às 12:07  · 21.0...