sexta-feira, 7 de abril de 2017

CONEXÃO SAÚDE! Atenção: cozinhar e guardar arroz para comer mais tarde pode cultivar bactéria mortal. Veja como evitar isso!



de Gustavo Teixera



É sabido que deixar a comida preparada em cima do fogão pode deixá-la mais suscetível à deterioração e à proliferação de bactérias.




Mas, um alimento específico pode ter consequências piores se guardado para comer mais tarde. Trata-se do arroz cozido, pois quando se cozinha o arroz, não se mata necessariamente todas as bactérias existentes nele, o que pode gerar uma intoxicação alimentar.Bacillus cereus

Uma bactéria em forma de esporo chamada Bacillus cereus pode sobreviver ao cozimento. A germinação e o crescimento dessa bactéria acontecem geralmente a uma temperatura entre 10 e 50 graus Celsius. Isso significa que se o arroz for cozido e mantido sob temperatura ambiente, os esporos podem germinar e multiplicar suas formas vegetativas.



O arroz cozido possui umidade e nutrição ideais para o crescimento dessa bactéria, o que consequentemente, gera a produção de enterotoxinas do tipo cereulide, resistente ao calor e a pH entre 2 e 11.



Apesar de muitas pessoas se recuperarem desse inconveniente após 6 ou até 24 horas, essa toxina pode ser fatal. Essa intoxicação é comumente chamada de “síndrome do arroz frito”.



Para que o arroz fique sempre saudável e sem esse tipo de bactéria, é preciso esperar que ele esfrie para levá-lo à geladeira, pois quando se coloca comida quente na geladeira, sua temperatura interna aumenta, criando um ambiente perfeito para a proliferação de bactérias e afins.

[ Diário de Biologia / ABC Healthy e Wellbeing / BBC ] [ Fotos: Reprodução / Diário de Biologia ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família Aguiar Martins em Jantar de parabéns ao Deputado Agenor Ribeiro

No último final de semana, a família Aguiar Martins, participou de um almoço comemorativo, como Deputado Estadual, que representa o Cari...