terça-feira, 11 de julho de 2017

Camilo exigirá uso de tecnologia contra ataques a bancos no CE



O governador Camilo Santana (PT) anunciou, na manhã de ontem, que enviará, em breve, à Assembleia Legislativa (AL-CE) projeto de lei exigindo a implantação de tecnologia e mais segurança nas instituições bancárias do Estado do Ceará. O objetivo é reduzir o número de ataques a estabelecimentos financeiros, sobretudo no interior cearense. Até ontem, foram registrados 34 ataques a instituições bancárias, só este ano no Ceará.
O anúncio foi feito durante a solenidade de entrega das novas viaturas para Secretaria de Segurança Pública.

“Vou mandar uma lei para Assembleia, pode até que o STF derrube a lei no Ceará, mas exigindo que as instituições bancárias do Ceará empreguem tecnologia e mais segurança nas suas instituições”, frisou ele. A medida, segundo informações do Governo, está em estudo e só deve chegar à AL após o recesso parlamentar.
Em seguida, o governador disse que, embora espere mesma medida adotada pela Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a lei que obrigava operadoras de celular a instalar bloqueadores de sinal nas penitenciárias, é preciso defender uma coordenação nacional sobre a área, além de uma legislação mais dura, porque, segundo ele, “há uma sensação de impunidade no Brasil em relação aos bandidos”.

O governador destacou também ser preciso uma pactuação com o Poder Judiciário e lembrou do papel fundamental do Governo do Ceará em traçar parcerias e pactuar, entre poder público e iniciativa privada, planos de ação pela diminuição dos índices de violência no Estado. Ele lembrou, ainda, que o Ceará tem intensificado, nos últimos anos, as ações para a área da Segurança Pública.

Nomeações
Segundo ele, desde 2015 foram nomeados 2.522 profissionais de segurança. Além disso, foi realizado concurso para 4.200 novos policiais militares, lançado edital para 1.000 novos agentes penitenciários, além de 1.034 vagas para socioeducadores. Foram nomeados também 650 novos delegados, escrivães e inspetores da Polícia Civil, que colaboraram para o aumento no número de delegacias 24 horas de 11 para 23 em todo o Estado.
Conforme estatística do Sindicato dos Bancários, o Ceará já registrou 31 ataques a estabelecimentos financeiros neste ano, entre explosões, roubos e saidinhas bancárias. Além do ataque em Ipueira no último domingo (09), criminosos também explodiram as agências de Antonina do Norte e Miraíma no mês de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Caldeirão Grande do Piauí divulga atrações artísticas da 8ª Expo Caboclos

Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 28/06/17 O prefeito do município de Caldeirão Grande do Piauí, João Vianney de Sousa Alencar, divulgou...