sexta-feira, 21 de julho de 2017

Agência vai abrir concurso para contratação de 300 cargos com salários até R$ 16,6 mil



As vagas são destinadas a três cargos: 220 para oficial de Inteligência, 60 para oficial técnico de Inteligência e 20 para agente de Inteligência



07:09 · 20.07.2017

Ministério do Planejamento autorizou a abertura do certame. Expectativa é de preenchimento das vagas até 2018 ( FOTO: Reprodução )
O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão autorizou, nesta segunda-feira (17), a abertura de concurso público para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). De acordo com portaria da pasta publicada no Diário Oficial da União (DOU), o concurso poderá oferecer 300 cargos para o quadro de pessoal da agência.

O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso será de até seis meses, e o provimento dos cargos vai depender da existência de vagas, além da adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e a sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

As vagas são destinadas a três cargos: 220 para oficial de Inteligência, 60 para oficial técnico de Inteligência e 20 para agente de Inteligência. Os dois primeiros são de nível superior, enquanto o último é de nível médio (detalhes dos cargos e das carreiras da ABIN). Para oficial de inteigência, a remuneração é de R$ 16.620,46, para técnico é de R$ 15.312,74 e, para agente, os vencimentos são de R$ 6.302,23.

Cargos e carreiras

A carreira dos servidores da ABIN é regida pela Lei n° 11.776, de 17 de setembro de 2008, que dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos da Agência.

A ABIN conta com quatro carreiras: oficial de inteligência, oficial técnico de inteligência, agente de inteligência e agente técnico de inteligência. As duas primeiras são de nível superior e as duas últimas de nível médio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...