sábado, 22 de julho de 2017

1.000 vagas de R$ 3,7 mil para agente penitenciário



Candidatos, de ambos os sexos, que concluíram o nível médio poderão se inscrever entre 31 de julho e 23 de agosto



00:00 · 22.07.2017

O posto de agente penitenciário tem como atribuições a vigilância, custódia, guarda, escolta, assistência e orientação de presos ( Foto: J.L. Rosa )

Foi publicado o edital de abertura do aguardado concurso da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus/CE).

A seleção visa o preenchimento de 1.000 vagas para o cargo de agente penitenciário, sendo 850 destinadas a candidatos do sexo masculino e 150 para o sexo feminino. Haverá, ainda, formação de cadastro reserva.

Interessados em concorrer a uma das vagas devem possuir diploma de conclusão do ensino médio ou curso profissionalizante de nível médio. O salário inicial é de R$ 3.747,29, já inclusas gratificações.

Inscrições e seleção

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, através do endereço eletrônico do Instituto AOCP (www.Institutoaocp.Org.Br). A ficha de cadastro estará disponível no site no período de 31 de julho a 23 de agosto. O valor da taxa de participação é de R$ 100.

Para os candidatos que não têm acesso à internet será disponibilizado um posto de inscrição presencial, situado na Rua Barão do Rio Branco, 1071, Ed. Lobrás, sala 923, Centro de Fortaleza. Ele funcionará em dias úteis, no horário das 8h às 12h e das 13h às 16h.

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório. Ela será composta por 60 questões de múltipla escolha.

Com quatro horas de duração, a avaliação será aplicada na cidade de Fortaleza/CE na data prevista de 1° de outubro.

O concurso Sejus/CE ainda contará com as seguintes etapas: inspeção de saúde; avaliação de capacidade física; avaliação psicológica; investigação social e funcional; e curso de formação profissional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLUNA DO CARLOS...O QUE PENSO... 16.10.17

COLUNA DO CARLOS... O QUE PENSO... É comum eu ser abordado, nas conversas com amigos, talvez pelo fato de eu estar no rádio e trabalh...