quinta-feira, 10 de setembro de 2015


A exposição de animais é o ponto alto da festa, que cresce a cada ano Foto: Alex Costa
Clique na imagem para ampliar
Iguatu. Começa neste domingo (13), a 61ª Exposição Agropecuária e Industrial do Ceará (Expoece). O evento será realizado ao longo da semana e é considerado o maior do setor agropecuário, produtos e serviços do Estado. Os organizadores estimam que 250 mil pessoas visitem o Parque de Exposições Governador César Cals, até o próximo dia 20. A Expoece deve movimentar mais de R$ 13 milhões em negócios.
Apesar das dificuldades econômicas e estiagem que atinge a região Nordeste, os organizadores estão otimistas e definiram uma programação social e pecuária variada, com apresentações de bandas de forró, exposições de raças de ovinos, caprinos, bovinos, concursos de raças e competições de equinos da raça Quarto de Milha.
A Expoece será aberta oficialmente na manhã do próximo domingo, com a participação do governador Camilo Santana, secretários, prefeitos e produtores rurais. "Apesar das condições adversas teremos mais de 4.500 animais em exposição, sendo 1.500 para julgamento, participação de 300 criadores e 200 expositores oficiais e privados", disse Rejane Bastos Dias, coordenadora técnica da Expoece.
Os shows já começam nesta sexta-feira (11), com a apresentação de Paulo Henrique, Paulo Ney, Clementino Moura, João Paulo do Acordeon, Forró Real e de blocos de Carnaval como o Bons Amigos e o Maracatu Vozes da África. No sábado (12), sobem ao palco Chico Justino, Cacimba de Aluá, Bom Balanço, Paulo Ney, Waldonys, Pé de Ouro, Maracatu Ás de Ouro, Camaleões e Girassol. "É o esquenta Expoece", disse o coordenador comercial do evento, Hilário Maciel. "Serão 300 horas de forró", completou. Todos os dias haverá atração de shows de forró com programação vespertina e noturna. Dentre as atrações musicais, está confirmada a apresentação da cantora gospel Alyne Barros, no próximo dia 14.
Uma das novidades neste ano é a realização da Feira dos Municípios, dentro da programação da Expoece. As cidades vão participar com caravanas e haverá espaço para apresentações de números de dança e esporte - dançarinos brincantes e lutas de MMA. Outra inovação é o Festival de Quadrilha Junina fora de época, com a participação dos dançarinos brincantes, que será organizado pela Federação de Quadrilhas Juninas do Estado do Ceará (Fequajuce).
Quem visitar a Expoece pode conferir várias atrações culturais, de gastronomia, degustar na cozinha interativa carne de bode e de ovinos, doces do engenho, caldo de cana, rapadura. Uma casa de farinha foi montada e haverá parque de diversão.
A Expoece, inicialmente conhecida como Exposição Agroindustrial do Ceará, surgiu da necessidade de reunir os pecuaristas cearenses, os técnicos ligados ao setor, lideranças locais e as instituições que desenvolvem trabalho e assistência na agropecuária para discutir potencialidades, debater os principais problemas do segmento e buscar soluções. Ao longo de mais de cinco décadas, o evento consolidou-se e hoje integra o calendário anual de eventos do Ceará.
A programação agropecuária está variada com a realização da Exposição Brasileira das raças caprinas Anglonubiana, Boer, e ovina Santa Inês; Exposição Nordestina da raça indubrasil (bovinos). Haverá concursos leiteiro para bovinos e caprinos; de raça; e exposição e concurso da raça de cavalos Mangalarga Machador; e de doma para puxadores da raça Pardo Suíço.
No sábado dia 19, será realizada prova de Tambores com equinos da raça Quarto de Milha. A programa inclui mostra de pôneis e haverá visitas guiadas de caravanas de estudantes sobre aspectos de produção agropecuária. Rejane Dias ressalta a presença de julgadores de São Paulo, que participam de competições internacionais, além da realização de vários cursos técnicos.
Os organizadores do evento confirmaram a participação de mais de quatro mil animais oriundos dos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Sergipe, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. Estão inscritos 300 criadores.
Durante a Expoece, o visitante terá a oportunidade de adquirir seus produtos na 9ª Feira do Pequeno Produtor Rural, que vai mostrar o que há de melhor na agricultura e no artesanato. O evento é organizado pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce) e contará com a participação de produtores de várias regiões do Estado. Compotas com vários tipos de doces, rapaduras, cocadas, tapiocas, subprodutos do caju e da banana, como cajuína, castanha, banana passa, dentre outros itens vão estar expostos para comercialização.
A coordenadora técnica da Exposição, engenheira agrônoma, Maria Rejane Bastos, destacou a importância da Expoece para o crescimento da agropecuária no Estado. "É mais de meio século de atividade ininterrupta, congregando os criadores, possibilitando a troca de informações e a multiplicação de conhecimento", frisou.
A Expoece começou pequena, com instalações limitadas, quase que improvisadas. Reunia pouco animais, mas expandiu-se e motivou a melhoria genética das vacas leiteiras e do gado de corte entre os produtores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família Aguiar Martins em Jantar de parabéns ao Deputado Agenor Ribeiro

No último final de semana, a família Aguiar Martins, participou de um almoço comemorativo, como Deputado Estadual, que representa o Cari...