quinta-feira, 25 de maio de 2017

Quatro governadores do país correm risco de sofrer impeachment após delações da JBS

O governador Camilo Santana é um dos que está enrolado; não por atitude própria, mas por causa de Cid Gomes




Os governadores Camilo Santana (CE), Reinaldo Azambuja (MS), Ivo Sartori (RS) e Raimundo Colombo (SC)
 query_builder 
Após as delações da JBS, na Operação Lava Jato, quatro governadores foram alvos de pedidos de impeachment nos últimos dois dias. Estão com dor de cabeça neste momento: Camilo Santana (PT) no Ceará; Reinaldo Azambuja (PSDB) no Mato Grosso do Sul; Ivo Sartori (PMDB) no Rio Grande do Sul; Raimundo Colombo (PSD) em Santa Catarina.
Por aqui, como o Ceará News 7 noticiou, o pedido foi protocolado nessa terça-feira (23), na Assembleia Legislativa, pela bancada de oposição ao Governo. O encaminhamento do pedido foi feito pessoalmente pelos deputados Odilon Aguiar, Capitão Wagner, Roberto Mesquita, Fernanda Pessoa e Leonardo Araújo.
Entenda
Camilo ficou enrolado após um dos donos da JBS, Wesley Batista, ter afirmado que Cid Gomes teria solicitado R$ 20 milhões para a campanha do petista em 2014. De acordo com o empresário, o secretário de Estado Arialdo Pinho e o então deputado federal Antônio Balhmann, que hoje faz parte do secretariado estadual, teriam dado sequência à cobrança do valor.
O pedido de impeachment contra Camilo citou a Lei de Responsabilidade fiscal que prevê punição por “não tornar efetiva a responsabilidade dos seus subordinados, quando manifesta em delitos funcionais ou na prática de atos contrários à Constituição”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aposentado já pode consultar 1ª parcela do 13º salário O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começou a liberar nesta sext...