quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Escolas serão adaptadas para funcionar em tempo integral

Escolas serão adaptadas para funcionar em tempo integral

14h13 - 07.02.2017

Os prédios de mais de 30 escolas da rede pública estadual, coordenadas pela Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede 18), localizados em 12 municípios entre Crato e Campos Sales, vão ser reformados. Engenheiros da Secretaria de Educação do Ceará já iniciaram visitas técnicas à região para conhecer a real situação de alguns desses imóveis e, em seguida, iniciarão a confecção e o orçamento, que serão enviados à Assembleia Legislativa para votação.

O secretário estadual de Educação, Antonio Idilvan de Lima Alencar, disse que a reforma custará entre R$ 16 milhões e R$ 20 milhões, valor que pode ser alterado para mais ou para menos, dependendo do tipo de obra necessária. Conforme Idilvan, o Governo tem pressa na execução do projeto, muito embora não saiba ainda quando começar. As escolas a serem contempladas estão sendo listadas e citou como exemplo três unidades situadas no Crato, os colégios Wilson Gonçalves, Liceu Raimundo Coelho Bezerra de Farias e Polivalente Governador Adauto Bezerra. Esses estabelecimentos já estão passando por melhorias, que serão complementadas com a reforma geral. O secretário disse que a orientação é fazer uma restauração desses prédios, para que eles possam proporcionar um ambiente agradável à comunidade escolar, com segurança e comodidade.

A Coordenadora do CREDE 18, Luciana Maria Brito, explicou que todas essas escolas são semelhantemente no tocante à carência de espaços mais adequados para um funcionamento pleno. “Necessitam de reformas em quase todos os setores, que vão desde salas climatizadas à reposição de sistemas elétricos e hidráulicos, drenagem, piso, teto, fachadas, dando ao estabelecimento uma conotação de alegria e embelezamento”, disse Luciana.

O Colégio Estadual Wilson Gonçalves, no Crato, é referência de toda rede estadual no Cariri, por ser um dos mais antigos, inaugurado em abril de 1960, e durante estes 57 anos nunca recebeu uma reforma desse tipo, segundo o seu diretor Marco Aurélio Gonçalves. “Aqui, estudaram várias personalidades que hoje atuam em variados segmentos sociais do País”, lembrou.

Toda a rede estadual do Ceará possui 75 unidades escolares e 40 delas serão reformadas e adaptadas para integrar ao projeto ‘Ensino em Tempo Integral”. O aluno entra às 7h10 da manhã e sai às 16h50. O objetivo é oferecer um ambiente saudável, seguro e acolhedor. A reforma vai eliminar a palavra “colégio”, passando a predominar somente a sigla E.E.M.T.I., de Escola de Ensino Médio em Tempo Integral. As três escolas do Crato, por exemplo, passarão a ser chamadas de Wilson Gonçalves, Governador Adauto Bezerra e Raimundo Bezerra Farias.                   (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petrobras anuncia revisão de reajustes no preço do gás

Após a disparada nas cotações do gás de cozinha – que subiram 84% para os distribuidores só este ano, dos quais 70% desde o início de junho ...