segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Eunício pede a ministro agilidade no repasse do SUS aos hospitais de Barbalha


Hoispital Santo Antônio é uma das unidades que ameaça paralisar atendimento


Preocupado com a crise que poderia levar os hospitais Santo Antônio, São Vicente e Hospital do Coração, todos em Barbalha, a cancelar o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de março a pacientes de vários municípios da região, o senador Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, cobrou pessoalmente, uma posição do Ministério da Saúde sobre a suspensão do repasse da verba do SUS para os hospitais que são referências na área de saúde na região.
Na sexta-feira (10), os diretores dos hospitais São Vicente, Hospital do Coração e Santo Antônio comunicaram à imprensa e representantes da Prefeitura de Barbalha que por falta do repasse da verba do SUS, as três unidades, a partir de março só passariam a atender casos de emergência.
Coube ao secretário de obras de Barbalha, Roberto Vagner, amigo pessoal do senador, ligar para Brasília e pedir apoio do presidente do Senado. "Alguns minutos depois, o próprio ministro da Saúde, Ricardo Barros, ligou para os diretores do hospital, assegurando que nesta semana se inicia, o Ministério da Saúde vai solucionar o repasse", disse Roberto Vagner, que preside no PMDB, em Barbalha.
Senador Eunício Oliveira

Segundo Egberto Santos, diretor de projetos do Hospital do Coração do Cariri, único especializado no tratamento de doenças cardiovasculares da região, a dívida já supera os R$ 2 milhões.
No Hospital São Vicente de Paulo foi afixada uma faixa avisando: "Atendimento pelo SUS, só em casos de emergência". Maior unidade de saúde de Barbalha, o hospital atende todos os municípios da Região do Cariri especialmente no tratamento do câncer. Ali, a dívida chega à casa de R$ 1,5 milhão.
Além disso, as consultas e os exames já agendados foram suspensos por tempo indeterminado, e novos pacientes não serão aceitos. Mais de 200 pacientes estão em lista de espera apenas por procedimentos radiológicos.
O terceiro hospital que ameaça cortar o atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde é o Hospital Santo Antônio, único especialista em traumas na Região do Cariri cearense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Matos defende piso de R$ 1,6 mil para agentes de saúde

A Comissão Especial sobre Remuneração dos Agentes Comunitários de Saúde (PEC 22/11) terá reunião, hoje (16), para discutir e votar o relatór...