quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Camilo convoca terceira turma do concurso da PM


Para o chefe do Executivo Estadual, o reforço no efetivo da PM é bom para toda a população do Estado



As novas vagas simbolizam um acréscimo de 25,7% ao número de agentes da Polícia Militar do Ceará Os futuros integrantes serão responsáveis pela ampliação de unidades do BPRaio na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza ( Foto: José Leomar )
01:00 · 09.08.2017 / atualizado às 01:27

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nessa terça-feira (8), em transmissão ao vivo pelo seu perfil na rede social Facebook, a convocação da terceira e última turma do concurso da Polícia Militar para a próxima segunda-feira (14).

Segundo Santana, a terceira turma só deveria ter sido chamada em 2018. "Estou antecipando a convocação para que possamos ter um efetivo maior da PM trabalhando na segurança pública do nosso estado", assegurou.

Ao todo, 1.400 homens serão convocados para entregar a documentação e começar o Curso de Formação. "É uma boa notícia não só para os novos profissionais, mas para toda a sociedade. São mais policiais para defender o povo cearense", destacou o chefe do Executivo, que está em Angola para o lançamento do South Atlantic Cable Sistem, método que, por meio de armazenamento de informações, ligará Angola a Fortaleza pelo oceano em um investimento de quase R$ 1 bilhão.

O concurso da Polícia Militar foi realizado em 25 de setembro do ano passado, quando 70.133 candidatos se submeteram à prova. Foram ofertadas 4.200 vagas, divididas em três convocações. Atualmente, as duas primeiras turmas já estão em formação na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp). A primeira tem previsão de término do curso para o próximo mês de setembro.

Reforço

As 4.200 novas vagas simbolizam um acréscimo de 25,7% ao número de agentes da Polícia Militar do Ceará. Os futuros integrantes serão responsáveis pela ampliação de novas unidades do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) em Fortaleza e na Região Metropolitana.

Os novos policiais têm ainda a tarefa de redistribuir o efetivo nas ruas da capital, diminuindo assim, a sensação de insegurança da população.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o número de vítimas de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) no Ceará na primeira metade de 2017, foi de 2.299.

Em maio deste ano, 471 homicídios foram registrados, uma média de 15 por dia. O crescimento foi de 124% em relação ao mesmo mês do ano passado. No mês de junho, foram 474 vítimas. Em julho, registrou-se 408, excluindo-se os cinco últimos dias do mês, que não foram divulgados pela Pasta.

As estatísticas se devem a ocorrências recentes em Fortaleza, na Região Metropolitana e no interior do estado. Em junho, o titular da SSPDS, André Costa, divulgou uma nova ação contra a alta nos números, a criação de uma força-tarefa nas regiões de maiores incidências de crimes. Patrulhas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar e equipes da Unidade Tática Operacional (UTO), da Polícia Civil foram acionados à época para reforçar a segurança.

Ocorrências

Entre as 408 vítimas de idades identificáveis de CVLIs no Ceará em julho de 2017, 161 tinham menos de 24 anos. O percentual é de quase 40%, mostrando que crimes que vitimam jovens não são raros e insistem em resistir na memória da população.

No dia 23 de julho, um motorista da Uber foi atingido por um tiro no bairro Ancuri. A versão da PM dá conta de que o jovem tenha sido alvejado por integrantes de uma facção criminosa da região. Guilherme Maia, de 22 anos, teria perdido a vida por trafegar em um veículo com película fumê e vidros fechados, o que teria irritado os criminosos locais. Três dias após a morte do jovem, a Polícia apreendeu dois adolescentes suspeitos de cometerem o crime, um de 13 e outro de 16 anos.

Orla

Um homicídio na Praia de Iracema também assustou quem estava na orla ou fora dela. No dia 29 de julho, Francisco Wildson Silva foi executado com vários tiros no trecho conhecido como 'Praia dos Crush'.

O principal suspeito do crime, segundo a Polícia Militar, é Jefferson Lucas de Sousa Rodrigues, de 18 anos, detido pouco depois da ação e que teria sido motivado pela regra interna de uma organização, da qual para se tornar integrante, é preciso assassinar alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família Aguiar Martins em Jantar de parabéns ao Deputado Agenor Ribeiro

No último final de semana, a família Aguiar Martins, participou de um almoço comemorativo, como Deputado Estadual, que representa o Cari...