quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Festa da posse adiada em Campos Sales



A Justiça Eleitoral acabou, literalmente, com a festa do prefeito reeleito de Campos Sales, Moésio Loiola (PDT). É que a juíza da 38ª Zona, Samara Costa Maia, suspendeu a diplomação do prefeito e do vice Valdir Lima Júnior, eleitos no último dia 2 de outubro.


A decisão foi baseada no pedido do Ministério Público do Estado (MPCE) e da decisão aplicada pela mesma juíza, que condicionou Moésio Loiola a inelegibilidade pelo prazo de oito anos por ato de improbidade administrativa.


A diplomação estava agendada para o dia 19 de dezembro. A decisão cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE).


Reclamação

Dias antes, durante encontro com bispo coadjutor, dom Gilberto Pastana, no Crato, oprefeito Moésio Loiola, reclamou que as ações políticas direcionadas ao Cariri são concentradas no triângulo Crajubar. Para Moésio as cidades de Crato, Juazeiro e Barbalha, têm maior atenção dos governos do Estado e Federal.


O prefeito é ligado ao grupo dos irmãos Cid e Ciro Gomes e a reclamação acabou repercutindo em Fortaleza.


O encontro com o bispo reuniu outros 22 futuros gestores que, além de se manifestarem, foram cobrados a relacionar as medidas administrativas para as Prefeituras.


Por: Madson Vagner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Matos defende piso de R$ 1,6 mil para agentes de saúde

A Comissão Especial sobre Remuneração dos Agentes Comunitários de Saúde (PEC 22/11) terá reunião, hoje (16), para discutir e votar o relatór...