quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Indústrias de destaque no Cariri

Reconhecimento

Do Miséria

O Sistema Verdes Mares e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), estão realizando a oitava edição do Prêmio Contribuintes, um reconhecimento às empresas cearenses que mais contribuíram com a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Estado do Ceará de janeiro a dezembro de 2015. Ontem (29), receberam o Prêmio Contribuintes 2015 as empresas das regiões Sul, Centro-Sul e Central do Estado do Ceará dos segmentos Indústria; Atacado; Varejo, Transportes e Comunicação; e Simples Nacional que mais contribuíram com a arrecadação deste imposto. A festa foi no Boulevard Buffet, em Barbalha.
No dia 3 de novembro foi realizada, em Fortaleza, a entrega do Prêmio Contribuintes 2015 às empresas que mais arrecadaram ICMS de Fortaleza/Região Metropolitana e também foram agraciadas as maiores arrecadadoras do Estado. Já no dia 6 de dezembro, será a vez das empresas da Região Norte do Estado.

Neste ano, o mote da campanha do Prêmio Contribuintes é o tema "Quando você cresce, o Ceará cresce junto", definição da importância da arrecadação do ICMS, que resulta em investimento em saúde, educação infraestrutura e segurança. O Prêmio Contribuintes 2015 conta com o patrocínio do Bradesco e Grupo M. Dias Branco.

Liderança

É da fábrica instalada em Morada Nova, no Vale do Jaguaribe que sai o leite longa vida que milhares de cearenses consomem diariamente. O leite de caixa é um dos produtos que levaram a Betânia a se tornar líder no setor de laticínios. A empresa se destaca no mercado da região Nordeste e, na contramão do atual período de crise no País, tem registrado aumento no faturamento, expansão na cadeia de produção e agrega novas tecnologias às etapas de elaboração de seus produtos.

Com 45 anos no mercado de leite, a Betânia passou a produzir e ganhar cada vez mais destaque nas gôndolas dos supermercados, hoje com mais de oitenta produtos. Das dez maiores produtoras do País, três estão no Ceará. Uma delas é a Betânia. A fazenda administrada pela família é, hoje, a sexta maior produtora de leite do Brasil.

O avanço da marca no mercado explica a Betânia ser agraciada no segmento indústria com o Prêmio Contribuintes 2015, que reconhece as empresas cearenses que melhor contribuíram com a arrecadação de ICMS. Além da fabricante de leite e derivados, também foram contemplados, no Sertão Central, nesta categoria, as empresas Aniger Calçados, Companhia de Cimento Apodi, Eurosono e Dakota Nordeste.

A trajetória da Betânia começou em 1971, em Quixeramobim. Quatro anos depois foi adquirida por Luiz Girão. Atualmente conta com 1.800 colaboradores e 3.500 produtores de leite para as cinco unidades industriais em Sergipe, Pernambuco Paraíba e Ceará que, juntas, processam em torno de 700 mil litros de leite por dia.

"A cadeia láctea está passando por uma revolução nos últimos anos, as pessoas estão fazendo mais por menos. Existe uma evolução no manejo e na qualidade do rebanho, o emprego de tecnologias como o pastejo rotacionado irrigado, que fez com que o Ceará despontasse no mercado de leite", disse o diretor geral e proprietário da Betânia, Vitor Bruno Machado Girão.

Vitor comenta que o Prêmio Contribuintes dá à empresa o reconhecimento de sua responsabilidade de ajudar o Nordeste a se expandir. "Pagar imposto não é para todo mundo e eu fico lisonjeado pelo Estado reconhecer que estamos contribuindo para a sociedade. Isso é uma demonstração de que somos uma empresa responsável e que de uma certa maneira estamos ajudando na expansão da região a fazê-la se desenvolver".

Qualidade

No setor industrial do Centro-Sul, nesta edição, foram contempladas as empresas Tuboart, em Jaguaribe; Indústria de Móveis, em Iguatu; Calçados Senador Pompeu; a Neorubber Indústria de sandálias, em Solonópole; e a Nossa Fruta Brasil, em Pereiro.

O mercado de móveis é bastante concorrido. As empresas no Nordeste o disputam com grandes do Sul e Sudeste do País. "O segredo para enfrentar a concorrência é oferecer produto de qualidade, com bom acabamento e design moderno. A nossa produção apresenta linha sofisticada e popular", observou o diretor presidente da Tuboarte, José Édson Nogueira.

A Tuboart é a maior unidade do segmento na região Nordeste. Criada em 1993, começou pequena, com apenas dois funcionários, mas hoje gera mais de 500 empregos diretos. A unidade impulsiona a economia local e mantém um cadastro de quase três mil clientes, comercializando os seus produtos para grandes redes de eletrodomésticos e pequenos lojistas. Antes da atividade industrial de produção de móveis, o empresário Édson Nogueira tinha lojas de calçados e confecções nesta cidade.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comissão de Educação debate mudanças no Fundeb

quinta-feira, 21 de setembro 2017 A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa promove, hoje, às 14 horas, audiência pública para tratar...