sexta-feira, 6 de julho de 2018

Programas de microcrédito do Banco do Nordeste são destaque no Plano Progredir do Governo Federal




O Banco do Nordeste foi reconhecido pelo governo federal, como empresa pública que mais contribuiu para obtenção de resultados exitosos do Plano Progredir, tendo em vista que 80% do valor do microcrédito destinado ao público do Bolsa Família foi aplicado pelo BNB. O Progredir é um conjunto de ações capitaneado pelo governo para gerar emprego e renda e promover autonomia das pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais.
O presidente da República, Michel Temer, destacou a atuação do Banco durante o evento “Plano Progredir: microcrédito mudando a vida das pessoas”, ocorrido nesta quinta-feira (5), no Palácio do Planalto. "A inclusão social não se dá por meio de um mero programa assistencialista, mas dá-se pela forma de fazer com que a pessoa progrida", asseverou ao anunciar novo aporte ao setor de microcrédito. "A partir de hoje, mais R$ 4 bilhões estão à disposição nos bancos públicos e nos bancos particulares", complementou.
Na ocasião, o presidente do BNB, Romildo Rolim, apresentou dados que demonstraram o empenho da estatal em prol da mudança de realidades. “O estímulo ao empreendedorismo por meio do microcrédito, ampliado pelo Plano Progredir, com o qual estão alinhados os programas do Banco do Nordeste, Crediamigo e Agroamigo, permite avançar na inclusão financeira e social. Crédito e conhecimento que mudam a vida de milhões de brasileiros. O BNB é o principal operador de microcrédito do País, com 60% de todos os financiamentos da categoria. No segmento, o Banco conta com 3,2 milhões de clientes ativos – 47,7% deles, beneficiários do Bolsa Família, o que representa mais de 1,5 milhão de microempreendedores urbanos e rurais incluídos no sistema financeiro”, frisou.
Durante a cerimônia de lançamento do Plano Progredir em setembro de 2017, o presidente da República anunciou a disponibilização de R$ 3 bilhões anuais para operações de microcrédito. Até o momento, o volume de microcrédito contratado por esse público alcançou a marca de R$ 3,5 bilhões, superando a meta anual esperada. Os programas de microcrédito urbano e rural criados e geridos pelo BNB, Crediamigo e Agroamigo, serviram de inspiração para a iniciativa.O evento ocorrido na tarde de hoje (5), além de anunciar esse resultado, apresentou a ampliação da disponibilização de recursos de microcrédito para o público do Cadastro Único, na ordem de mais R$ 4 bilhões, que deverá ser aplicado nos próximos doze meses.
Desde o lançamento do Plano Progredir, o Banco do Nordeste possui um Acordo de Cooperação Técnica com o Ministério do Desenvolvimento Social, que inclui o cruzamento sistemático de informações do microcrédito com o Cadastro Único, a realização de um estudo sobre o impacto do microcrédito para a saída da pobreza (a ser realizado no segundo semestre deste ano) e o encaminhamento de demandas por microcrédito recebidas pelo MDS à instituição.
Sobre o Progredir
A ação que oferece cursos de qualificação profissional e ajuda na seleção de oportunidades de trabalho, aplicou R$ 3,5 bilhões em microcrédito, disponibilizados a famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do Governo Federal, como estímulo ao empreendedorismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Manchetes das principais revistas

VEJA A Justiça Brasileira Porque chegamos a esse ponto. A quem interessa a desmoralização do Judiciário? Numa das mãos, a estátua da Just...