quarta-feira, 4 de julho de 2018

Estudo aponta que a maioria das suspensões de convênios e repasses ocorreu nas pequenas cidades





Em 2018, mais de 6 mil convênios e contratos de repasses foram suspensos por falta de documentos necessários relacionados as obras e serviços de engenharia realizados. Um levantamento divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que cerca de 75% dessas suspensões ocorreram nos Municípios de pequeno porte.

Ao todo, estão para serem suspensos 4.616 convênios e repasses firmados por Municípios de pequeno porte, outros 903 nos de grande porte e mais 623 nos de médio porte. O levantamento da Confederação Nacional dos Municípios indica que a incidência mais significativa de vencimento acontecerá no mês de setembro, e caso os municípios não atendam às exigências, cerca de 2.724 Convênios e Contratos de Repasse serão cancelados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FPM: Segundo decêndio apresenta queda no repasse

As prefeituras recebem na quinta-feira, 20 de setembro, o 2º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que apresenta queda no r...