quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Polícia Militar muda de Comando

Polícia Militar muda de Comando


O coronel Ronaldo Viana ocupa o lugar deixado pelo coronel Geovani Pinheiro, que estava há mais de dois anos à frente da PMCE ( Foto: Helene Santos )
00:00 · 02.02.2017
A cerimônia que oficializou a troca de comandos da Polícia Militar foi realizada, ontem, no Quartel Geral da Corporação. Os nomes eram conhecidos desde janeiro, mas ontem foi corroborado que a tropa será comandada pelo coronel Ronaldo Mota Viana, que exercia o cargo de assessor da Casa Militar. A vice-governadora Izolda Cela esteve na solenidade e presidiu o ato.
O oficial já foi comandante de companhias, atuou na Inteligência da PM e também na Contra- Inteligência, ou seja, investigando outros policiais. Viana tornou-se coronel no ano de 2014. Ele ocupa o lugar deixado pelo coronel Geovani Pinheiro, que estava há mais de dois anos à frente da PMCE.
A nomeação para o cargo máximo da PM foi influenciada por uma polêmica, já que o tenente-coronel Alexandre Ávila havia sido escolhido para ser secretário adjunto da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Houve discordância do oficialato e os nomes escolhidos (coronéis Kennedy Pimentel Lopes e Willamar Lobo Galvão) desistiram.
Ronaldo Viana e Adriano Soares aceitaram o convite. Ontem, Viana disse que vai dar continuidade ao que está dando certo. "Sei que os desafios são grandes, mas a vontade de vencer será maior ainda. Estaremos focados no combate à criminalidade", afirmou o comandante da PM.
O titular da SSPDS, André Costa, disse que a escolha por Viana vai "manter o perfil que está sendo buscado para a nova cara da Segurança Pública". "O coronel Viana é uma pessoa que tem muita experiência na área de Inteligência dentro da PM. Estamos sempre mesclando profissionais da Inteligência, com a área de operações táticas".
A respeito da repercussão de sua fala, na entrevista coletiva em que disse que existiam os caminhos da Justiça ou do cemitério para criminosos, Andre Costa considerou como natural. "Não precisa explicar, o que eu falei está muito claro. Nossa ação na Segurança Pública tem que estar sempre pautada na legalidade, pela ação proporcional. Está muito claro, quem quiser interpretar de maneira diversa, tenho que respeitar. Tem muita gente com ideias equivocadas, mas na verdade, a Polícia é a maior defensora dos direitos humanos. É a Polícia que defende a vida, a liberdade, o patrimônio".
Alta nos homicídios
Sobre o aumento no número de homicídios em janeiro, Costa disse que fatores internos, como a troca de comandos, influenciaram. "Na última troca também houve acréscimo de homicídios, mas quero enfatizar que esse mês conseguimos reduzir os crimes de roubo e aumentamos a apreensão de armas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLUNA DO CARLOS...O QUE PENSO... 16.10.17

COLUNA DO CARLOS... O QUE PENSO... É comum eu ser abordado, nas conversas com amigos, talvez pelo fato de eu estar no rádio e trabalh...